1863, 19 de novembro – Um incêndio destruiu os Paços do Concelho

No palacete onde, à epoca, instalaram a Câmara Municipal de Lisboa, a sede do Banco de Portugal, a Companhia de Seguros Fidelidade, a Companhia das Lezírias, os Vapores do Tejo e a sede do Contrato do Tabaco, deflagrou um violento incêndio.
A propriedade não era isolada, confinava pelo norte, lado da Rua dos Capelistas, hoje Rua do Comércio, o que provocou a destruição, praticamente, total do edifício.
A propósito, após o incêndio de 1863, a companhia de Seguros Fidelidade passa para o primeiro andar do prédio contíguo à Igreja do Corpo Santo, em Lisboa.
Recorde-se que a primeira sede da Fidelidade havia sido, provisoriamente, na Rua das Flores 6 e depois, em 1836, na Rua Nova de El-Rei 94, no entanto o maior movimento era na Praça do Comércio onde tinha um gabinete, no local da antiga Casa dos Seguros. Em 1848, passaram para a Rua do Arsenal 60.
Fonte:
Livro “Grupo Segurador Fidelidade/ 150 anos de História/ 1835-1985”
Imagem extraída do livro “Grupo Segurador Fidelidade/ 150 anos de História/ 1835-1985”